Balada ecológica será inaugurada em Londres

Foi-se o tempo em que ser ecológico significava ser chato. Prova disso é a inauguração, neste 10 de julho, de uma balada ecológica, totalmente pensada e construída de acordo com critérios ecológicos.

Por enquanto, a casa funcionará com energia renovável e copos de policarbono que servirão bebidas orgânicas. Além disso, a entrada será gratuita para quem provar que chegou a pé, de bicicleta ou através de transportes públicos. Quem for de carro vai ter que desembolsar 10 libras.

Andrew Charalambous, proprietário da balada ecológica, é preside da Club4Climate, ONG ativista na luta contra a mudança climática e diz que há planos para instalar um sistema de água reciclada para os banheiros e também um mecanismo que capta a energia gerada pelas pessoas dançando na pista.

Por falar em mecanismos de energia sustentável em baladas, jovens da Holanda encontraram uma nova forma para ajudar a preservar a natureza: a dança.

Isso graças à uma equação básica que aprendemos na escola: “energia mecânica gera energia elétrica”. Assim nasceu uma danceteria sustentável que pode se tornar realidade no mundo todo em breve.

O sistema é até simples, enquanto as pessoas dançam, um sistema sob o piso capta a energia gerada pelo movimento na pista e a conduz até um gerador que a transforma em eletricidade, aproveitada em alguns equipamentos do clube. Ecológicamente correto e econômico para o dono da balada.

Os idealizadores da engenhoca estão interessados em inspirar novos empreendimentos ao redor do planeta. No momento, pretendem exportar o conceito para Nova York, Londres, Amsterdã e Merlbourne. O projeto tem um conceito “open source”, o que significa que seus criadores estão abertos aos interessados que queiram participar da empreitada e compartilhar conhecimento, idéias e experiências com sustentabilidade em:

Sustainable Dance Club

Coca-Cola: cada garrafa conta

Esse comercial da Coca-cola foi criado pela Publicis de Helsinque (Finlândia) com o intuito de apresentar todas as novas garrafas recicláveis da marca.

Ao final do filme a assinatura: “Every bottle counts” (Cada garrafa conta) e logo depois “Introducing the new recycle bottles” (Apresentamos as novas garrafas recicláveis).

Vale ressaltar a música interpretada: “Give A Little Bit” do Supertramp.

Novas Tendências – Junho/2008

O relatório Novas Tendências, em sua edição bimestral de Jun 2008, acaba de ser lançado, com análises sobre assuntos ligados à Publicidade e o Marketing, como Ambiente Organizacional, Comunicação Alternativa, Promoção e Estratégia. Este projeto continua com o propósito de prover todos os departamentos com informações estratégicas dos setores de seus clientes, concorrentes e do próprio mercado. Com ele, poderão ser percebidos mais facilmente os rumos e as tendências que mostram-se mais expressivos tanto no Brasil como no mundo.

Para este mês, são analisados a tendência das agências em se tornarem mais que apenas agências de propaganda, tornando-se Happycorps, os usos inusitados da propaganda unida à tecnologia do Google Earth e Google Maps na Guerrilha via Satélite, a necessidade das marcas oferecerem Experiência Virtual aos usuários de Internet e videogames, e a possibilidade de agregar muito mais valor à marca ao torná-la uma utilidade pública através de estratégias de Branded Utility.

Em breve este relatório estará disponível para download no site da Rae,MP.

Caixa Verde: deixe a embalagem no ato da compra

A rede de supermercados Pão de Açúcar anuncia a implantação, em caráter pioneiro, do projeto Caixa Verde.

O Rio de Janeiro é a primeira cidade a receber a ação, que tem como objetivo estimular os clientes a reciclarem embalagens (papel, papelão e plástico) antes de levar os produtos para casa.

As caixas para depósito estarão instaladas em seis lojas da rede: Barra da Tijuca (Av. das Américas, 2000), Tijuca (Rua Dr. Satamini, 164), Jardim Botânico (Rua Jardim Botânico, 680), Flamengo (Marques de Abrantes, 165) e em duas unidades de Copacabana (Rua Pompeu Loureiro, 15 e Rua Nossa Senhora de Copacabana, 493).

A empresa é a primeira do varejo carioca a adotar o descarte pré-consumo, ou seja, no caso da pasta de dentes ou do invólucro dos packs de água, por exemplo, ao invés de levar para casa as caixinhas de papelão e plásticos, o cliente poderá optar por levar só o creme dental e as garrafas e descartar as embalagens já no ato da compra.

As doações são voluntárias e o funcionamento do “Caixa Verde” é exatamente igual ao check-out tradicional.

Fonte: CCSP

Banco Real – Isabelinha

Filme muito bom do Banco Real, conscientizando sobre a Sustentabilidade!

Filme – Isabelinha